Marco Paulo

Artistas e Bandas Populares

Marco Paulo

Biografia

Início

João Simão da Silva nasceu a 21 de Janeiro de 1945 em Mourão, no Alentejo.

Estreou-se nas festas de Alenquer a cantar a "Campanera" de Joselito. No ano seguinte, teve o maestro Nóbrega e Sousa a acompanhá-lo, ao vivo. Aos 14 anos entra para o rancho folclórico de Alenquer onde esteve dois anos como cantor até ir viver para o Barreiro.

Em 1963, já a viver no Barreiro, começou a ter aulas de canto com Corina Freire . Foi aí que foi descoberto por Cidália Meireles, que tinha um programa de televisão de grande sucesso, o "Tu Cá, Tu Lá".

Fica em terceiro no Festival da Canção da Figueira da Foz com "Vida, Alma e coração". Mário Martins, da Valentim de Carvalho (a grande editora dos maiores nomes do mercado como Duo Ouro Negro, Amália e Carlos Paredes) convida-o para gravar um disco.

[editar]Os Primeiros Sucessos

O seu primeiro disco, editado em 1966, foi um EP com os temas "Não Sei", "Estive Enamorado", "O Mal às Vezes é Um Bem" e "Vê".

Em 1967 participa no Festival RTP da Canção com "Sou Tão Feliz" de António Sousa Freitas e Nóbrega e Sousa. Foi depois para a Madeira cantar com Madalena Iglésias. A partir daí passou a profissional. 

Grava com Simone de Oliveira o tema "Tu e Só Tu", uma versão em português de "Somethin' Stupid".

É chamado para a Tropa tendo ido para a Guiné-Bissau onde foi escriturário. Mário Martins, fazia sempre questão que ele viesse de férias ao continente onde gravou os discos que iam sendo lançados.

Do Festival RTP da Canção de 1969 recupera "Canção Para Um Poeta" e "Os Fios da Esperança" de Madalena Iglésias e Daniel, respectivamente.

No ano de 1970 grava, com músicos do Quarteto 1111, versões de temas do Eurofestival desse ano como "Gwendoline" e "Todas As Coisas Me Falam De Ti". Não chega a participar no concurso Olimpiadas da Canção com "O Homem e o Mar" por ficar desclassificado.

Em 1972 fica em quarto lugar no concurso Rei da Rádio desse ano. Em 1975 lança o single "O Mais Feliz do Mundo".

1977 é o ano do single "No Comboio da Meia Noite" da autoria de Peter Yellowstone e Robert Danova.

[editar]Os discos de Ouro

Em 1978 obtém um grande sucesso com o single "Canção Proibida"/"Ninguém Ninguém" que vende mais de 85 mil cópias. É o primeiro disco de ouro do cantor. Em 1979 obtém novo disco de Ouro com o single "Mulher Sentimental". Portanto, em 2 anos, obtém 2 discos de ouro e 3 de prata. 

O single "Eu Tenho Dois Amores", editado em 1980, torna-se no seu maior êxito com 195 mil discos vendidos (3 discos de Ouro, 1 de Prata).

Em 1981 é editado o single "Mais, Mais e Mais Amor", que atinge dois discos de prata e um de ouro, com 135 mil discos vendidos.

Em 1982 regressa ao Festival RTP da Canção com "Se Este Amor Acabar é o Fim do Mundo’, da autoria de João Henrique e Fernando Guerra, mas o tema passou quase despercebido. Disco de Ouro para o single "Anita", versão de um sucesso de Costa Cordalis. Também é editada a colectânea "O Disco de Ouro" com os maiores êxitos dos primeiros 15 anos de carreira. O álbum vende mais de 140 mil exemplares (4 discos de ouro).

Galardão de Prata para o single "Flor Sem Nome", em 1983. Disco de Ouro para o single "Morena Morenita" (90 mil copias vendidas) que incluía um poster grátis, em julho de 1984. Ainda em 1984 é editado o álbum "Romance", novo disco de ouro, que incluía os sucessos "Deixa Viver" e "Nasci Para Cantar" e "Só Falei Para Dizer Que Te Amo" (uma versão de "I Just called" de Stevie Wonder).

O álbum "Sedução", editado em 1986, inclui temas como "Amor Italiano", "Dono do Meu Coração" e "Quem Fomos Ontem". Toy assina os temas "Portugal Sonhado", "Tanto Mel Tanto Amor" e "Perdoa-me". Também grava "Canção da Alegria" de Joaquim Pessoa e Tózé Brito. O disco obtém o galardão de disco de prata. 

Em 1988 é editado o álbum "Marco Paulo" e o single "Joana". A reacção do público a "Joana" seria imediata: uma semana após a sua edição era Disco de Ouro, e acabaria por alcançar quatro platinas, com 145 mil singles vendidos. António José (o letrista da maioria das letras) é substituído pelo também produtor Mário Martins que já tinha assinado uma das adaptações do disco anterior. "Sempre Que Brilha O Sol" é mais um dos grandes êxitos do cantor, alcançando três discos de ouro.

Participa no Festival da OTI com "Rosa Morena" da autoria de Mário Martins e Nuno Nazareth Fernandes.

[editar]A Continuação do Sucesso

Em 1990 é editado o álbum "De Todo O Coração". "Um Amor Em Cada Porto" e "Ai Ai Meu Amor" são os grandes sucessos desse disco, com um disco de prata, dois de ouro, e uma platina, com 95 mil discos vendidos, no total.

Com o single "Taras e Manias", de 1991, obtém quatro discos de platina (160 mil discos vendidos). É ainda lançada a colectânea "Maravilhoso Coração" com 25 sucessos, que obtém 1 prata, 3 ouro, 2 platinas (cerca de 155 mil discos vendidos).

Em Janeiro de 1993 é editado o álbum "Amor Total", torna-se em mais um campeão de vendas. O tema em maior destaque foi "Amante, Irmão, Amigo". Apresenta na RTP o programa "Eu Tenho Dois Amores". 

É editado o álbum "Beijinhos Doces" (1995), que de novo o coloca no topo das tabelas de álbuns vendidos, e é lançada a biografia da autoria do jugoslavo Popovitch. 

Em 1996 apresenta, também na RTP, o programa "Música no Coração". Em Junho de 1996 é operado ao cólon, para remover um tumor. Seguem-se sessões de quimioterapia. Até ao final do ano de 1996, Marco Paulo vende mais de 3,5 milhões de discos, e obtém cerca de 60 discos de ouro e platina, numa carreira, até à altura, com 30 anos de actividade musical.

Em 1997, recuperado da batalha contra o cancro, lança o álbum "Reencontro". O disco, com a colaboração de Emanuel, inclui vários inéditos taís como "Chegou O Noivo", single que obteve disco de platina.

[editar]Mudança de Editora

Depois de 34 anos ligado à mesma editora, Marco Paulo decidiu dar um novo rumo na sua carreira e assinou com a Zona Música. O disco "35 Anos da Nossa Música", com temas como "Te Amo, Te Amo", "Nossa Senhora", "Fruta Fresca", "Deixa a Música Ficar" e "Bom Dia Tristeza", foi editado em 2001.

Em 2003 é editado o disco "As Nossas Canções" com a revisitação de clássicos da música portuguesa como "Nem às Paredes Confesso". É lançado o livro "Música no Coração" de Palmira Correia (edição especial da Revista Caras).

A EMI lança, em 2004, o disco "Ouro e Platina (1978-2003)" com um conjunto de vinte canções às quais foram atribuídos os galardões máximos da Indústria Discográfica. Inclui também o CD Bónus "Os Primeiros Sucessos (1966-1977)".

É editado o disco "Amor Sem Limite" apenas com versões de temas de Roberto Carlos.

Em 2005 lança o disco "40 Anos de Amor Eterno"

[editar]Reviravolta

Marco Paulo escolheu o ano de 2007 para dar uma reviravolta positiva na sua longa vida de cantor. O disco, com produção e arranjos de Ramon Galarza, chama-se "Marco Paulo" e é o primeiro disco de originais da sua carreira. 

A editora IPlay lança em 2008 uma compilação com alguns dos seus principais êxitos - "O Melhor de Mim". Tal como as canções nele contidas o foram quando lançadas, o disco torna-se um campeão de vendas.

No ano de 2009 surge agora com um novo álbum, "De corpo e alma", com 13 temas. 3 são versões internacionais e contou com a colaboração de Ricardo Landum na composição. Este álbum torna-se dupla platina. 

Em Maio de 2010 é lançada uma compilação na colecção "Perfil". Em Dezembro é lançado o disco "Vida", recebendo dois discos de ouro e uma platina.

Vídeo

Peça mais informações



Não encontra o artista que procura?

Preencha o formulário abaixo com os seus dados e o nome do artista que pretende.