Fernando Correia Marques

Artistas e Bandas Populares

Fernando Correia Marques

Biografia

FERNANDO António CORREIA MARQUES de Matos, nasceu em Coimbra, na Sé Nova, às 16.15h do dia 18 de Outubro de 1954, sendo nativo do signo BALANÇA.

 

Pai de 3 cachopos (Axel, Guéu e Raffa) com mais juízo que o pai, filho do Prof. Marques de Matos (O Homem das Leis do Futebol - diversas vezes premiado e agraciado pelo Governo Português) e de Maria de Lurdes Pereira Correia, foi com 3 anos para Lourenço Marques - Moçambique onde viveu, cresceu e aprendeu a ser Homem até 1970, ano em que regressou ao Continente, para continuar os seus estudos, jogar futebol e outras coisas que nunca disse, mas que pensou.

 

Estudou ou andou a fingir na Escola dos Olivais em Coimbra onde fez a 1ª classe (isto nas férias de um ano que gozou em Portugal - 1961/62), em Lourenço Marques na Escola João Belo - 1962/64 e no Liceu António Enes - 1965/70, Liceu Camões já em Lisboa - 1970/71, Escola Luís Camões -1971/74, Colégio Charrua em Algés - 1975/76, etc, etc.

 

Jogador de futebol, onde foi sempre o jogador nº 1 - (atenção... pois era guarda-redes), deixou os futebóis efectivos, face a várias operações aos meniscos e outras..., mas nunca o abandonou de concreto.

Entrou para os quadros da Federação Portuguesa de Futebol em Julho de 1973 onde esteve de 1990 até 1 de Abril de 1998 no Departamento Técnico (Secretário Técnico dos Sub-21) tendo abandonado a FPF, por não concordar com os métodos pouco ortodoxos existentes ultimamente no mesmo.

 

Paralelamente ao futebol, FERNANDO CORREIA MARQUES canta, compõe e escreve os seus próprios temas, ou a solo ou de parceria, obtendo grande sucesso junto de toda a camada de público.

Em 1970 vindo de Lourenço Marques - Moçambique, começa a sua colaboração musical com Tó Maria Vinhas.

Em 1971 é vocalista do conjunto White Star.

Funda em 1972 o Trio Zumbaiar, com Tó Gonçalves e Maria Matos, com a extinta PIDE de olho nele.

Distribui propaganda juntamente com outros jovens hoje bem conhecidos na política activam, para o MDP/CDE.

Em 1974 / 75 é um dos fundadores da Pró – Fapir Participa com o seu Grupo de Dinamização Popular (GDP- constituído por F.C.M. - Tó Gonçalves e Cândida), juntamente com Zeca Afonso, José Mário Branco, Pedro Barroso, José Jorge Letria, Carlos Paredes, Vitorino, Fausto, Samuel, João Mota (Teatro Comuna), Tó Maria Vinhas, e muitos outros, em inúmeros espectáculos de intervenção.

Em 1978 / 79, F.C.M. iniciou então uma carreira profissional musical a solo.

 

Gostando de estar na vida e como na música...livre, F.C.M. tem construído o seu caminho (brilhante) deixando amigos por onde passa.

Não gosta de falar de si...

Não gosta de entrevistas, pois acha que as perguntas são sempre as mesmas, não se falando de tudo o que de bom ou de mau a vida tem...

Não gosta de gente falsa, nem de hipócritas, nem de “vedetas”...

Os Amigos são e serão sempre os seus Amigos...

 

Em resumo, FERNANDO CORREIA MARQUES ao longo destes anos tem-nos dado e mostrado coisas simples e bonitas.

Vídeo

Peça mais informações



Não encontra o artista que procura?

Preencha o formulário abaixo com os seus dados e o nome do artista que pretende.