André Sardet

Artistas e Bandas Nacionais

André Sardet

Biografia

Com 15 anos de carreira, entre cinco álbuns, muitos espectáculos e muitas vitórias, André Sardet é hoje um nome unanimemente reconhecido pela crítica e pelo público no panorama musical português.

 

André edita o primeiro álbum de originais aos 20 anos, em 1996, depois de se dar a conhecer ao público através da televisão. IMAGENS é o seu primeiro grande passo no mundo da música, uma aposta sólida, que rapidamente coloca o single “O Azul do Céu” nos primeiros lugares dos ‘tops’ de várias rádios nacionais e locais.

 

Além dos dez originais que compõem IMAGENS, onde se inclui um dueto com Vivianne em “Não mexas no tempo”, André Sardet surpreende ao reinterpretar o inesquecível “Frágil”, de Jorge Palma.

 

Dois anos depois, volta com o lançamento de AGITAR ANTES DE USAR, que inclui temas como - “Perto mais perto” e “Quando te falei de amor” que espelham uma busca intensa pela afirmação de uma identidade musical.

 

A confirmação dessa identidade, chega em 2002, quando edita o terceiro álbum – ANDRÉ SARDET, homónimo, que mostra uma faceta muito pessoal e madura do músico.

 

Nesse álbum André convida Luís Represas, Rui Veloso e Mafalda Veiga a participar no projecto. Os momentos de gravação vividos entre amigos resultaram na partilha de sentimentos e talentos que reflectidos nos temas “Se Eu Disser”, “Cubo de Gelo” e “Hoje Vou Ficar”.

 

Mas é com ACÚSTICO que Sardet convence definitivamente o público português, em Julho de 2006, ao comemorar 10 anos de carreira, num álbum que revisita e actualiza as suas composições de maior sucesso, ao mesmo tempo que as aproxima da sua essência.

 

O álbum foi gravado em 2004, ao vivo e em formato acústico, no Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra - de onde André Sardet é natural - e conta com 16 temas gravados sem rede, em tempo real e com total partilha com o público. O CD integra ainda uma nova versão de “Quando eu te falei de amor”.

 

Poucas semanas depois de chegar ao mercado, ACÚSTICO alcança o primeiro lugar do top de vendas nacional, onde permanece 55 semanas, 12 das quais em primeiro lugar. Entre 2006 e 2007, ultrapassa as 150 mil cópias vendidas e alcança o galardão de sétima platina.

 

O sucesso estende-se à estrada: mais de 130 espectáculos ao vivo, aplaudidos de Norte a Sul em salas e recintos esgotados, desde que lançou o quarto álbum.

 

Em Fevereiro de 2008, inicia uma digressão ecológica, com características inovadoras em Portugal, de os olhos postos no futuro. Ao longo da ECO TOUR 2008, torna a música mais amiga do ambiente, um gesto pioneiro que alia os seus concertos à consciencialização para importância da reciclagem e poupança de energia. Para além de a tournée passar a utilizar viaturas com menor emissão de CO2, em cada concerto, o consumo de energia baixa para um terço em relação aos espectáculos de 2007.

 

Ao longo dos 12 anos de carreira, André Sardet esteve sempre lado a lado com projectos de solidariedade e na luta pela consolidação da música portuguesa.

 

MUNDO DE CARTÃO é o novo álbum de originais de André Sardet. O músico regressa em Outubro de 2008 com um projecto temático que pretende envolver pais e filhos num universo de imaginação e emotividade.

 

Num álbum completamente diferente do que se esperava depois do sucesso de Acústico e de dois anos com centenas de concertos e muitos aplausos, André Sardet mostra o lado mais divertido e colorido da vida através das suas músicas.

 

MUNDO DE CARTÃO é um projecto familiar, que André começou a compor “envolvido numa orgulhosa e intensa paternidade” e que convida pais e filhos a viajarem no seu imaginário, a partilharem experiências e a (re)viverem momentos de vida únicos.

 

Ao construir este álbum, André tentou imaginar o mundo aos olhos da sua filha, ao mesmo tempo que viajou no seu imaginário infantil, recordando “as brincadeiras, o companheirismo, os sonhos em criança, as lem¬branças que estavam guardadas no canto da memória e uma infância muito, muito feliz”.

 

Mas este MUNDO DE CARTÃO é um álbum transversal, que não é só para crianças. É um desafio a todos aqueles que gostaram de ser crianças. Um convite para os que querem voltar a ser crianças. Um bilhete de uma viagem “sem princípio nem fim” para os que, sendo pais recentes, voltam a ser crianças.

 

André Sardet espera sobretudo que as pessoas, tal como ele, se aproximem das suas memórias e recordem aquele que é, para muitos, o momento mais feliz das suas vidas: a infância.

 

MUNDO DE CARTÃO é composto por 10 temas, dos quais “Adivinha quanto gosto de ti” é o primeiro single. Para este disco, Mafalda Veiga compôs letra e música de “O teu colo”. Carlos Tê escreveu as letras de “Segredo de Polichinelo” e “A lição da cigarra e da formiga”. André Sardet interpreta ainda uma nova versão da música “Anjinho da Guarda”, de António Variações.

 

Seguindo o exemplo de sucesso que foi a ECOTOUR2008, André Sardet quis que MUNDO DE CARTÃO fosse lançado numa embalagem amiga do ambiente , produzida a partir de abate autorizado de zonas de reflorestação. A tinta, cola e verniz utilizados são produzidos a partir de soja e água sem a presença de solventes.

 

O CD é vendido numa embalagem diferente do comum, comercializada pela primeira vez na Europa: a Ecopack Bend it Green, da Sony DADC. O fabrico da embalagem reduz em mais de metade a emissão de dióxido de carbono do que acontece com uma embalagem normal e não contém plástico. Também os expositores de venda do CD são produzidos com produtos reciclados.

 

A imaginação sem limites na música e no mundo de André Sardet.

 

“Pára, Escuta e Olha” é o nome do novo trabalho de André Sardet, que, tal como prometido, regressa aos discos com a sonoridade que o fez conquistar milhares de admiradores. Quatro anos passados do enorme sucesso do seu álbum “Acústico”, André Sardet conta na primeira pessoa como foi o processo de composição e gravação deste novo CD.

 

“Este álbum foi composto num processo de grande luta interior! A verdade é que desde 2004 que não compunha neste registo. Isso obrigou-me a redescobrir a minha forma de compor e, em simultâneo, adicionar ao meu processo criativo habitual um instrumento que sempre me fascinou: o piano.

 

Ao longo desde processo, voltei a dissecar a obra de alguns nomes intocáveis da música; desta vez saboreei toda a obra dos Beatles. As suas fantásticas canções foram uma das grandes fontes de inspiração não só ao nível da composição dos temas, mas também ao longo de todo o processo de gravação. O seu ambiente remeteu-me para uma altura em que não havia o desenvolvimento tecnológico de hoje e em que os discos se gravavam num mesmo espaço e momento, com os músicos e interpretes presentes. Foi esse o princípio que apliquei na gravação deste novo disco: gravámos o álbum como se fosse ao vivo, todos os músicos em estúdio, todos os temas gravados num take - voz inclusive. Foi algo que nunca tinha feito, mas que me deu imenso gozo. A proximidade com os demais músicos deste projecto, o facto de estarmos a tocar em simultâneo, dá uma maior autenticidade a todas as canções, o que torna aminha própria prestação vocal bastante mais genuína. Tudo isso se sente neste disco.

 

“Pára, Escuta e Olha” marca um crescimento e uma nova vivência. Sinto que há alguma diferença naquilo que é contado, da forma como é contado e das histórias que estão reflectidas. Mas há características que são comuns aos álbuns anteriores e que, no fundo, são mas marcas da minha identidade como músico: é um disco autobiográfico, em que cada frase me remete para uma imagem como se de um álbum fotográfico se tratasse.

 

Foi por isso que baptizei este disco como “Pára, Escuta e Olha”, uma expressão que acaba por sintetizar aquilo que foi o processo de composição do disco. Tive que parar, escutar as minhas influências e, ao mesmo tempo, olhar para o futuro.

 

O disco conta com 12 temas inéditos, quatro dos quais são baladas. Esta escolha foi intencional, pois eu sou um músico que se sente muito bem em palco, a cantar com e para o público. Depois de mais de 100 concertos com o “Acústico”,

 

 

"ficou para mim muito claro que, ao vivo, é fundamental envolver as pessoas, emocioná-las, incentivá-las para que façam parte do concerto. Para que tal aconteça, é fundamental ter alguns temas mais animados e positivos. Sinto-me muito bem a compor baladas, mas achei que era importante dar uma perspectiva das experiências ao vivo e ao mesmo tempo contar algumas histórias que trouxe dessa grande tournée e pô-las em disco."

 

Gosto muito do resultado final etenho muita vontade em partilhar as minhas canções com o público, sentir como as vão descobrindo e o que vão descobrindo em “Pára, Escuta e Olha”.”

 

 

“Pára, Escuta e Olha” está à venda desde 21 de Março, disponível em duas edições. Uma edição limitada numerada que contém o CD, um DVD com cinco videoclips e uma entrevista, um Song Book com as cifras dos principais temas de carreira do músico e um passe numerado de acesso à AS.Tribo, uma comunidade de amigos do André Sardet, e que permite a este grupo limitado usufruir de inúmeras contrapartidas. Haverá ainda uma versão standard, com o CD e o DVD com os videoclips e entrevista.

Vídeo

Peça mais informações



Não encontra o artista que procura?

Preencha o formulário abaixo com os seus dados e o nome do artista que pretende.